Cegueira…

Publicado: 2012/08/09 em Espiritualidade
 

Um cego, e muitos cegos; um cego curado, e muitos cegos que se quiserem ser curados também o podem, resta saber se querem? Um cego que não tendo olhos viu, e muitos cegos que tendo olhos não viram, e muitos outros que preferem continuar em sua cegueira.

A mesma luz manifesta, a um homem deu olhos e aos outros deu nos olhos; para um foi luz, e para os outros escuridão; a um sarou, aos outros adoeceu; ao cego fez ver, e aos que tinham vista cegou. Um homem que não tinha olhos viu, este já está remediado; o problema está nos que têm olhos e não vêem.

Cristo viu um homem cego, sem olhos; nós havemos de ver – se é que assim o podemos – muitos homens cegos, com olhos. Cristo viu um homem sem olhos, que não via e logo viu; nós havemos de ver muitos homens com olhos que não vêem e também poderão ver, mas como já disse se assim o quiserem.

Cegos! Como assim? O que não vejo? Ou melhor, do quê tiro meus olhos para não ver? Essa resposta depende apenas de você. Que coisas são essas? Pessoas? Situações? Causas? Tantas coisas podem ser. Agora melhor que eu sabe você, quais são estas que pela sua cabeça passa agora.

Falo assim, pois falo de mim antes de falar à você, pois bem conheço a fraqueza e a desproporção que em mim está, mas se Cristo com lodo dá vista, que cego haverá tão cego, e que instrumento tão fraco, que da eficácia de sua graça não possa esperar semelhantes efeitos? Prostremo-nos, como fez o cego, a seus pés, e peçamos para nossos olhos um raio da mesma luz.

E VOCÊ O QUE PENSA A RESPEITO?

N'Ele no qual vivemos.

GB.

 

E você, o que pensa a respeito?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s